Facebook Twitter Youtube Flickr

Deputada Neusa Cadore

Você está aqui: HomeMandatoEconomia SolidáriaASCOM Neusa Cadore

ASCOM Neusa Cadore

Após reunião realizada nesta quinta-feira (18), na Superintendência de Educação Profissional e Tecnológica (Suprot), da Secretaria de Educação do Estado (SEC), os municípios de Nova Fátima e Pé de Serra ganharão turmas de Educação Profissional.

As cidades, representadas representadas pelos vereadores Landinho, de Nova Fátima e Gil do Santo Agostinho, de Pé de Serra, abrirão vagas, para duas turmas de Técnico em Administração, cada cidade. Com opções de turnos vespertino e noturno, serão 70 vagas para Nova Fátima e 71 para Pé de Serra.

O vereador Gil do Santo Agostinho destaca a "luta" para essa conquista. "A implantação desses cursos é uma luta antiga da gente. Foram muitas reuniões e audiência, juntamente com a deputada Neusa, para que pudéssemos trazer essa conquista para o nosso povo", comemora.

Para a deputada Neusa Cadore os cursos representam desenvolvimento para o interior. "É ótimo que o jovem tenha a opção de continuar seus estudos e aprender uma profissão na sua cidade. Os cursos profissionalizantes qualifica a mão de obra local, trazendo desenvolvimento", destaca.

 

Pedro Ivo Sena - Ascom Neusa Cadore

O Brasil é realmente um país injusto. Não só pela má distribuição de renda ou pelo o abismo social, mas também pelo péssimo e injusto sistema de justiça. Uma justiça que é uma caixa preta trancafiada e cheia de privilégios. Não poderia se esperar outra coisa quando parcela significativa dessa justiça brasileira é composta pelos mais ricos, os filhos das camadas mais abastadas, salvo raras e boas exceções.  

O município de Irecê, no centro norte da Bahia, recebe o IV Festival de Teatro da Caatinga, apoiado pela Fundação Cultural do Estado (Funceb), entre 19 e 27 de janeiro. O evento será realizado no Auditório do Colégio Modelo (Centro) e no Cine Teatro Praça Céu. Nesta edição participam artistas e grupos de teatro de outros estados do Brasil e até de outros países, como Espanha e Bélgica.

Com entrada gratuita, o evento terá apresentações de grupos de Salvador, Jacobina, Vitória da Conquista, Irecê, Ilhéus e Natal, com as montagens selecionadas para os nove dias de festival. A programação inclui os espetáculos 'O Sertão é o Mundo', 'Cyrculando', 'Teodorico Majestade', 'O Outro Lado de Todas as Coisas', 'Os Javalis', entre outros.

O diretor artístico do festival e curador da mostra, Paulo Atto, ressalta o desafio da curadoria durante o processo de seleção das montagens, após análise das 50 propostas inscritas. “Diante da qualidade dos espetáculos e da diversidade de propostas cênicas, sejam nos temas abordados e linguagens adotadas, nosso trabalho precisou ser bastante cuidadoso e minucioso”, afirma.

Sobre os temas abordados nas propostas apresentadas, Paulo complementa que “muitos dos espetáculos propostos apresentaram uma temática ligada à realidade do sertão, suas tradições e seu imaginário, exibindo falares, prosa poética e imagens sertanejas, fato que agrega valor ao nosso evento”.

Premiado no edital Setorial de Teatro da Funceb, de 2016, o IV Festival de Teatro da Caatinga está sendo realizado em parceria e apoio do Fundo de Cultura do Estado (FCBA), mecanismo criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas. O Fundo de Cultura é gerido pelas secretarias estaduais da Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz-BA). Mais informações estão disponíveis na fanpage do festival.

Fonte: Ascom/Secult

Entre os dias 19 e 21 de janeiro, representantes de dez municípios que integram o Território de Identidade do Sertão do São Francisco estarão reunidos em Juazeiro para participar do último encontro do curso de Qualificação de Gestores de Ligas de Futebol. A iniciativa é uma realização da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), e tem por objetivo dotar as entidades com estrutura gerencial compatível com o mercado do futebol amador e profissional da atualidade.

Totalmente gratuito para o público interessado e, até então, inédito na região, o curso acontece de sexta a domingo (19 a 21), a partir das 18h, no auditório da APLB – Rua Cícero Simões, 166, com palestras abrangendo temas administrativos, gestão de projetos, marketing esportivo e relações interpessoais.

Este será o 23º e último encontro realizados pelo projeto, iniciado pela Sudesb no mês de junho, em Salvador, quando reuniu municípios da capital e da região metropolitana. Em Juazeiro, a qualificação terá as presenças do diretor geral da Sudesb, Elias Dourado; do assessor da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor/Ministério do Esporte; Paulo Oliveira, dentre outras autoridades.

Estão sendo mobilizados, para este encontro gestores de esporte e dirigentes de Ligas de Futebol dos municípios de Campo Alegre de Lourdes, Canudos, Casa Nova, Curaçá, Juazeiro, Pilão Arcado, Remanso, Sento Sé, Sobradinho e Uauá. O projeto tem suporte financeiro do Ministério do Esporte e está sendo executado pela Federação Baiana de Desporto de Participação (FBDP), com apoio da FBF e da Prefeitura Municipal de Juazeiro.

Programação

23ª Etapa - Território de Identidade: Sertão do São Francisco

Município Sede: Juazeiro

Período: 19 a 21 de janeiro de 2018

Local: Auditório da APLB - Rua Cícero Simões, 166 – Alagadiço

Municípios envolvidos: Campo Alegre de Lourdes - Canudos - Casa Nova - Curaçá - Juazeiro - Pilão Arcado - Remanso - Sento Sé - Sobradinho – Uauá.



Fonte: Ascom/Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb)

Começa, nesta segunda-feira (15), a inscrição para o Edital Março Mulheres 2018, lançado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres do Estado da Bahia (SPM). Este ano, os investimentos dobraram em relação a 2017, totalizando R$ 400 mil reais.

A Chamada Pública 01/2018 foi publicada no Diário Oficial do Estado, na sexta-feira (12). O Edital Março Mulheres selecionará até 13 projetos de organizações da sociedade civil, que contribuam para fomentar a autonomia, o empoderamento, a promoção e defesa dos direitos das mulheres, além da prevenção e do enfrentamento à violência de gênero.

O Edital, preferencialmente, beneficiará mulheres que integram famílias cuja renda per capita mensal é inferior a meio salário mínimo ou que possuírem renda familiar de até três salários mínimos. Os projetos deverão atender integrantes de comunidades quilombolas, povos tradicionais de terreiros, comunidades rurais, grupos culturais e associações produtivas.

Pela primeira vez a área de Produção Cultural faz parte do Edital. Os projetos apoiados deverão estar distribuídos em três modalidades: Feira de Inclusão Produtiva; Pequenos Empreendimentos com aquisição de equipamentos, além de Produção Cultural –Mulheres Criativas. Outras informações podem ser obtidas no site da SPM.


Fonte: Ascom/ Secretaria de Políticas para as Mulheres

Para garantir a segurança alimentar de famílias que vivem no semiárido e têm perdas nas safras, devido a adversidades climáticas, a exemplo dos períodos de estiagem prolongada ou excesso de chuva, o Governo da Bahia vem investindo recursos do Estado e subsidiando 50% dos aportes municipais e das contribuições dos agricultores familiares. Em dezembro de 2017, 136.378 agricultores familiares baianos, que comprovaram perdas da safra verão 2016/2017, começaram a receber as indenizações, chegando a R$115,9 milhões, do programa Garantia-Safra.

Na Bahia, o programa é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), com o apoio da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), atuando nos Serviços Territoriais de Apoio à Agricultura Familiar (SETAFs), com a realização de inscrições dos agricultores e elaboração dos laudos na verificação de perdas, além da articulação com os municípios e com a Delegacia da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD).

A ação promove mais confiança para os agricultores familiares, que passam a ter a garantia de um plantio mais seguro, além de movimentar a economia dos municípios. A agricultora familiar, Izabel de Jesus, de Irecê, afirmou que “o Garantia-Safra vem como uma luz e uma benção, pois é um amparo pra gente, que não pôde colher”. Já Marisvaldo Ribeiro, do mesmo município, salientou que o recebimento do benefício ajuda no sustento da família e no replantio: “Com o recebimento desse dinheiro a gente compra alimento como feijão, farinha e arroz, além de pegar uma parte e tornar a investir na terra”.

O estado da Bahia é o único no país em que o Governo, além de pagar a sua parte, assume 50% dos valores devidos aos agricultores familiares e às prefeituras municipais, usando recursos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Funcep). Apesar da crise econômica que atinge todo o país, o Governo do Estado tem assumido este compromisso, e executado outras políticas públicas estratégicas, para atender à população rural e garantir a sua permanência no campo, com as devidas condições, a exemplo do acesso à água, assistência técnica e extensão rural (ATER) e a distribuição de mudas de palma, entre outras ações importantes.

O pagamento, dividido em cinco parcelas de R$ 170, no total de R$ 850 por família, será pago até abril deste ano. Somente a folha de pagamento liberada em dezembro de 2017, corresponde a R$ 23,2 milhões, que serão utilizados por essas famílias no comércio local.

O benefício é destinado às famílias com renda mensal de até 1,5 salário mínimo e que plante até cinco hectares. Para que o agricultor familiar tenha acesso ao Garantia Safra é necessário que o Governo do Estado faça, anualmente, adesão junto à SEAD, os municípios façam adesão junto ao governo estadual, e os agricultores, ao programa, nos sindicatos rurais ou junto a Bahiater. Os Conselhos Municipais de Desenvolvimento Sustentável (CMDS) homologam as inscrições e as prefeituras emitem os boletos. Em caso de dúvidas relacionadas ao pagamento das indenizações, os agricultores devem procurar os técnicos da Bahiater nos SETAFs de seus Territórios de Identidade.

Safra 2017/2018

Enquanto os agricultores recebem as indenizações da safra anterior, já foram concluídas as adesões ao Garantia Safra para a safra verão 2017/2018, chegando a 187.244 agricultores em 155 municípios, representando 15% de aumento em relação à safra passada (2016/2017). O Governo do Estado vai investir R$ 25,5 milhões de reais para assegurar indenizações a estas famílias em caso de perdas. Já a safra inverno 2016/2017 ainda está em fase final de análise dos laudos e o prazo para inscrição na safra inverno 2017/2018 termina no dia 17 de fevereiro de 2018.

Ascom - SDR

Pagina 1 de 72

Calendário de Notícias

« Janeiro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Nossos Contatos

Gabinete da Deputada Estadual Neusa Cadore Assembléia Legislativa da Bahia
Ed. Nelson David Ribeiro Gab. 305, 1º Av. 130 CAB
CEP: 417545-000 - 
Salvador/BA

Fone: 71 3115.7148
Fax: 71 3115.5486
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.