Facebook Twitter Youtube Flickr

Deputada Neusa Cadore

Você está aqui: HomeMandatoAgricultura FamiliarASCOM Neusa Cadore

ASCOM Neusa Cadore

Inclusão socioprodutiva e acesso a mercados para mais de 17 mil famílias de agricultores baianos. Este é o resultado do primeiro ciclo de investimento do projeto Bahia Produtiva, executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). No total, já foram aplicados R$ 163,7 milhões, contemplando 502 ações para agricultura familiar, nos 27 Territórios de Identidade do estado.

No ano de 2015, foram lançados os editais de subprojetos socioambientais e os subprojetos de apicultura e ovinocultura, selecionando 293 subprojetos. Em 2016, foram lançados os editais de caprinovinocultura e aquicultura e pesca, selecionando mais 105 subprojetos. Em 2017 foram lançados mais três editais, mandiocultura, oleaginosas e fruticultura, selecionando 104 subprojetos neste ano.

A Associação Comunitária Caprinocultura Solidária (Apaeb), do Distrito de Valilândia, município de Valente, foi selecionada pelo edital do Bahia Produtiva de apoio à cadeia produtiva da caprinovinocultura para receber investimentos da ordem de R$ 490 mil, com contrapartida da associação de cerca de R$ 98 mil. A agroindústria de processamento de leite de cabra será ampliada e o valor será direcionado para construção civil, equipamentos, veículo, serviços de marketing e desenvolvimento de novas embalagens.

O produtor Moisés Oliveira explica que a produção de leite já está na terceira geração da família. Há cerca de três anos a família trabalhava com a bovinocultura de leite, mas que depois de anos de tentativas e sem lucratividade resolveu mudar para a criação de caprinos. Com o retorno financeiro, já começamos a investir em infraestrutura e melhoramento genético, entre outras.

Atualmente, a agroindústria produz cerca de 100 litros de leite/dia, mas a expectativa é de aumentar a produção com a chegada dos investimentos: “Nosso objetivo, depois desse projeto que vem beneficiar o laticínio, é aumentar a produção de leite até chegar ao limite da propriedade, que tem cerca de 30 hectares, produzindo cada dia melhor e com mais qualidade”, falou entusiasmado Moisés Oliveira.

Assistência Técnica

O Projeto Bahia Produtiva também investe em Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) para os beneficiários. Foram selecionadas 27 Entidades Prestadoras de ATER, sendo que 26 Entidades já foram contratadas e já iniciaram a execução. Essa ação do tem um investimento total de R$ 27 milhões.

Em 2018, tem início o segundo ciclo de investimento, com a previsão de publicação de mais quatro editais: Socioambiental, Socioambiental para Indígenas, Socioambiental para Quilombolas e Alianças Produtivas. A previsão é que seja realizado um investimento de cerca de R$100 milhões.

De acordo com o coordenador do Bahia Produtiva, Fernando Cabral, o projeto concluiu o primeiro ciclo de investimento com foco em atender as associações e cooperativas que já desenvolvem pequenas atividades agroindustriais e precisam buscar a inserção de seus produtos em novos mercados, por meio da melhoria na produtividade, nos processos agroindustriais e qualidade dos produtos: “A nova etapa do projeto vai garantir acesso a mercados para os produtos da agricultura familiar. Queremos levar autonomia para os agricultores familiares da Bahia”.

Bahia Produtiva

O principal objetivo do projeto é promover a inclusão socioprodutiva de agricultores e agricultoras familiares da Bahia, possibilitando melhores condições de trabalho e geração de renda. O Bahia Produtiva inclui ações que fortalecem a base produtiva e viabiliza o acesso aos mercados, para que os produtos da agricultura familiar consigam chegar às prateleiras de grandes supermercados e sejam distribuídos para diferentes estados brasileiros, e até mesmo para outros países, construindo uma cadeia produtiva mais segura, melhorando a qualidade de vida das famílias atendidas.



Fonte: Ascom/Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR)

Após reunião realizada nesta quinta-feira (18), na Superintendência de Educação Profissional e Tecnológica (Suprot), da Secretaria de Educação do Estado (SEC), os municípios de Nova Fátima e Pé de Serra ganharão turmas de Educação Profissional.

As cidades, representadas representadas pelos vereadores Landinho, de Nova Fátima e Gil do Santo Agostinho, de Pé de Serra, abrirão vagas, para duas turmas de Técnico em Administração, cada cidade. Com opções de turnos vespertino e noturno, serão 70 vagas para Nova Fátima e 71 para Pé de Serra.

O vereador Gil do Santo Agostinho destaca a "luta" para essa conquista. "A implantação desses cursos é uma luta antiga da gente. Foram muitas reuniões e audiência, juntamente com a deputada Neusa, para que pudéssemos trazer essa conquista para o nosso povo", comemora.

Para a deputada Neusa Cadore os cursos representam desenvolvimento para o interior. "É ótimo que o jovem tenha a opção de continuar seus estudos e aprender uma profissão na sua cidade. Os cursos profissionalizantes qualifica a mão de obra local, trazendo desenvolvimento", destaca.

 

Pedro Ivo Sena - Ascom Neusa Cadore

O Brasil é realmente um país injusto. Não só pela má distribuição de renda ou pelo o abismo social, mas também pelo péssimo e injusto sistema de justiça. Uma justiça que é uma caixa preta trancafiada e cheia de privilégios. Não poderia se esperar outra coisa quando parcela significativa dessa justiça brasileira é composta pelos mais ricos, os filhos das camadas mais abastadas, salvo raras e boas exceções.  

O município de Irecê, no centro norte da Bahia, recebe o IV Festival de Teatro da Caatinga, apoiado pela Fundação Cultural do Estado (Funceb), entre 19 e 27 de janeiro. O evento será realizado no Auditório do Colégio Modelo (Centro) e no Cine Teatro Praça Céu. Nesta edição participam artistas e grupos de teatro de outros estados do Brasil e até de outros países, como Espanha e Bélgica.

Com entrada gratuita, o evento terá apresentações de grupos de Salvador, Jacobina, Vitória da Conquista, Irecê, Ilhéus e Natal, com as montagens selecionadas para os nove dias de festival. A programação inclui os espetáculos 'O Sertão é o Mundo', 'Cyrculando', 'Teodorico Majestade', 'O Outro Lado de Todas as Coisas', 'Os Javalis', entre outros.

O diretor artístico do festival e curador da mostra, Paulo Atto, ressalta o desafio da curadoria durante o processo de seleção das montagens, após análise das 50 propostas inscritas. “Diante da qualidade dos espetáculos e da diversidade de propostas cênicas, sejam nos temas abordados e linguagens adotadas, nosso trabalho precisou ser bastante cuidadoso e minucioso”, afirma.

Sobre os temas abordados nas propostas apresentadas, Paulo complementa que “muitos dos espetáculos propostos apresentaram uma temática ligada à realidade do sertão, suas tradições e seu imaginário, exibindo falares, prosa poética e imagens sertanejas, fato que agrega valor ao nosso evento”.

Premiado no edital Setorial de Teatro da Funceb, de 2016, o IV Festival de Teatro da Caatinga está sendo realizado em parceria e apoio do Fundo de Cultura do Estado (FCBA), mecanismo criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas. O Fundo de Cultura é gerido pelas secretarias estaduais da Cultura (Secult) e da Fazenda (Sefaz-BA). Mais informações estão disponíveis na fanpage do festival.

Fonte: Ascom/Secult

Entre os dias 19 e 21 de janeiro, representantes de dez municípios que integram o Território de Identidade do Sertão do São Francisco estarão reunidos em Juazeiro para participar do último encontro do curso de Qualificação de Gestores de Ligas de Futebol. A iniciativa é uma realização da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), autarquia da Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), e tem por objetivo dotar as entidades com estrutura gerencial compatível com o mercado do futebol amador e profissional da atualidade.

Totalmente gratuito para o público interessado e, até então, inédito na região, o curso acontece de sexta a domingo (19 a 21), a partir das 18h, no auditório da APLB – Rua Cícero Simões, 166, com palestras abrangendo temas administrativos, gestão de projetos, marketing esportivo e relações interpessoais.

Este será o 23º e último encontro realizados pelo projeto, iniciado pela Sudesb no mês de junho, em Salvador, quando reuniu municípios da capital e da região metropolitana. Em Juazeiro, a qualificação terá as presenças do diretor geral da Sudesb, Elias Dourado; do assessor da Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor/Ministério do Esporte; Paulo Oliveira, dentre outras autoridades.

Estão sendo mobilizados, para este encontro gestores de esporte e dirigentes de Ligas de Futebol dos municípios de Campo Alegre de Lourdes, Canudos, Casa Nova, Curaçá, Juazeiro, Pilão Arcado, Remanso, Sento Sé, Sobradinho e Uauá. O projeto tem suporte financeiro do Ministério do Esporte e está sendo executado pela Federação Baiana de Desporto de Participação (FBDP), com apoio da FBF e da Prefeitura Municipal de Juazeiro.

Programação

23ª Etapa - Território de Identidade: Sertão do São Francisco

Município Sede: Juazeiro

Período: 19 a 21 de janeiro de 2018

Local: Auditório da APLB - Rua Cícero Simões, 166 – Alagadiço

Municípios envolvidos: Campo Alegre de Lourdes - Canudos - Casa Nova - Curaçá - Juazeiro - Pilão Arcado - Remanso - Sento Sé - Sobradinho – Uauá.



Fonte: Ascom/Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb)

Pagina 1 de 73

Calendário de Notícias

« Janeiro 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Nossos Contatos

Gabinete da Deputada Estadual Neusa Cadore Assembléia Legislativa da Bahia
Ed. Nelson David Ribeiro Gab. 305, 1º Av. 130 CAB
CEP: 417545-000 - 
Salvador/BA

Fone: 71 3115.7148
Fax: 71 3115.5486
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.